Acesso a acervos sobre novo coronavírus é ampliado

Mais um grupo de provedores de conteúdo acadêmico-científico liberou o acesso a seus acervos, principalmente acerca do novo coronavírus. A iniciativa soma-se a outros esforços no mesmo sentido, que visam a qualificar a informação baseada em evidência, atender à demanda de pesquisadores, estudantes e professores em distanciamento/isolamento social e apoiar a ciência no enfrentamento à pandemia, que já infectou quase 2 milhões de pessoas no mundo, segundo estimativas da Universidade Johns Hopkins.

Para apoiar o diagnóstico, o tratamento, a prevenção e as pesquisas adicionais sobre Covid-19, a Taylor & Francis criou um microssite (https://taylorandfrancis.com/coronavirus/#) que dá acesso livre a artigos completos, capítulos de livros e outras informações relevantes. Signatária do Wellcome Trust, acordo entre diversos editores científicos para compartilhamento de dados e publicações em tempos de crise em saúde pública, assinado em 2016, a editora também vem apoiando os esforços globais adicionais sobre o Covid-19, trabalhando com a OMS para garantir que esse conteúdo seja claramente sinalizado no Portal LitCovid. Também está colaborando com a F1000Research (https://f1000research.com/gateways/disease_outbreaks/coronavirus), plataforma Open Research para cientistas, acadêmicos e clínicos, que traz as mais recentes pesquisas sobre o vírus e a pandemia, incluindo preprints, garantindo acesso imediato aos desenvolvimentos mais recentes das investigações sobre o novo coronavírus.

A provedora de conteúdo Accucoms, igualmente no escopo do Wellcome Trust, apresenta seu acervo sobre o Covid-19 no link: https://accucoms.com/covid-19-resources/. No Brasil, estão disponíveis os conteúdos de suas principais publicações, entre as quais a American Society for Microbiology (ASM), BioOne, Canadian Science Publishing, Microbiology Society, também acessíveis pelo Portal de Periódicos da Capes.

O Journal of Visual Experimentation (JoVE) abriu o acesso gratuito a seus conteúdos sobre o Covid-19. São vídeos científicos de protocolos específicos e gerais, preparação do laboratório, status atual e pesquisa, métodos atuais de diagnóstico, bem como tratamento e prevenção, disponíveis no link https://www.jove.com/coronavirusresource. Até o dia 15 de junho, o acesso a vídeos científicos educativos em diversas áreas de conhecimento está liberado para a comunidade USP por meio de IP de computador autorizado, em https://www.jove.com/access.

Já a provedora Wolters Kluwer liberou o acesso, até 30 de abril, ao “Covid-19 Resources Updates”, ferramenta que atualiza permanentemente as informações sobre o desenvolvimento e os avanços clínicos contra o novo coronavírus. Além de informações sobre epidemiologia, virologia, características clínicas, diagnóstico e prevenção ao Covid-19, o usuário também dispõe de dados sobre manejo clínico de adultos e crianças, eventos críticos no tratamento e educação em saúde. A IWA Publishing, plataforma aberta e ordenada, voltada para a geração de atritos criativos, liberou o acesso a 17 publicações, até 31 de maio (https://iwaponline.com/search-results?f_ContentType=Journal+Articles&access_openaccess=true&access_free=true). São mais de 37.000 artigos completos, que podem ser baixados gratuitamente, a partir da plataforma, que está, ainda, montando coleções de textos que podem ser relevantes para os esforços contínuos contra a pandemia.

Finalmente, a Elsevier também disponibilizou o ‘Novel Coronavirus Information Center’, com conteúdo gratuito sobre coronavírus.

Veja também:
– Ciência em rede: importantes bases de dados científicas liberam acesso a acervos virtuais
– Biblioteca digital libera acesso a mais de mil e-books

Link permanente para este artigo: https://biblioteca.fsp.usp.br/blog/index.php/2020/04/16/acesso-a-acervos-sobre-novo-coronavirus-e-ampliado/